Faça sua encomenda!

Seja Bem-Vindo(a) ao Mundo do Sabor -
Aqui você encontra deliciosas receitas práticas ,
com gostinho de comida caseira
feitas com muito amor e carinho.
Além de tudo um pouco de prosa
falando do que amo,
do que sinto com muita simplicidade.



Telefone para encomendas : 8521-2289 (Oi)


Se Deus é por mim ,quem será contra mim?Jesus nos protege sempre.

Quer seguir meu blog, ver novas postagens atualizadas?Então siga !!

domingo, 20 de janeiro de 2013

Férias em São José das Itapororocas (Maria Quitéria) Feira de Santana



Hoje não vou falar de culinária,estamos  de férias, ô coisa gostosa, e principalmente quando estamos no campo, natureza para todos os lados, frutas tiradas do pé,ar puro, ovos de quintal, galinhas sem hormônios, leite fresquinho tirado da vaca.
Fomos para São José das Itapororocas, hoje também chamado de Maria Quitéria ,distrito de 10 mil habitantes localizado na cidade de Feira de Santana.Renomearam o Dsitrito em  homenagem à grande mártir da Independência da Bahia, que minha tia jurava de pé junto que era nossa parente, o sobrenome bate direitinho e ela nasceu na mesma cidade que meu pai, e meus tios e tias.
Voltando a conversa inicial, a ida ao sítio me fez lembrar da minha infância, quando painho pegava o carro,um aerowiilys azul e nos levava a mim,minha irmã e mainha,para passarmos semanas no sítio.Eu era chamada de moleque macho, pois vivia correndo atrás das galinhas, e seus pintinhos, subia em árvore,e corria em disparada nos pomares e pulava os cercados com maestria.
Fiquei vendo  minhas filhas brincarem com muitas das minhas características, fazendo exatamente a mesma coisa, e me deu muita alegria.
Ficamos eu e meu marido observando as duas em suas algazarras infantis, a alegria transparecendo no olhar, que bom que elas são felizes com as coisas simples da vida, sem complicar.


Davamos longos passeios, pela estrada que leva ao adro, como falam por lá...adro da igreja de São José, Santo padroeiro da cidade, que segundo é contado  ,quando se reza com fé e recorre a ele, os moradores me garantiram que chove mesmo.Acho que São José andou ouvindo suas  preces, pois faziam 6 meses , que não chovia de verdade, só algumas nuvens passageiras,e quando chegamos,depois de um dia de sol escaldante desabou um toró, digno de filme holywoodiano,com direito a raios ,trovões e relâmpagos .Aqui estão as fotos que não me deixam mentir, minha filha mais velha ficou com medo ,pois fomos a um  sítio vizinho e quando voltavamos, o céu clareavam a cada 10 segundos, e os raios riscavam o céu.Eu permanecí serena (por fora)kkkkk, para passar segurança para ela.





 Nas minhas andanças na estrada para a vila de São José,registrei em meio á plantação queimada de sol, os pés de mandacarus, vivos e verdes, colorindo a paisagem do sertão,e trazendo esperança que tão logo se concretizou.Lembrei-me rapidamente da canção do grande mestre Luiz Gonzaga, o xote das meninas:

"Mandacaru
Quando fulora na seca
É o sinal que a chuva chega
No sertão..."


 
E Gonzagão ,o grande rei do Baião estava certo,o céu escureceu,São José atendeu,e a chuva caiu soberana,encharcando a terra seca e trazendo vida,e esperança ás plantações da princesinha do sertão.





Como Deus é maravilhoso e nos dá tantas bençãos todos os dias, devemos sempre agradecer, obrigado Senhor por tantas coisas belas que tu criastes para teus filhos.Aproveitei para fotografar ,a natureza pulsante e espetacular que estava ao redor.

Onde está a borboletinha, camuflada na plantinha?



Vou ajudar os leitores, captando a butterfly com minhas lentes amadoras de mais pertinho ,(passei 40 minutos no sol quente), esperando a oportunidade, para tirar esta foto, elas vinham em 3, saltitantes, amarelinhas e não paravam  pousando de flor em flor, depois de todo o tempo que fiquei de botuca, á espera de uma oportunidade, as outras voaram e uma delas permaneceu paradinha na flor, até eu fotografar, primeiro de longe, porque fiquei com medo de chegar mais perto e ela voar,e pasmem , depois  tirei de bem pertinho ,como um troféu  merecido depois de uma longa espera.

Esta outra era mais tranquila,ficava alguns segundos numa só flor, sugando o seu néctar e depois, ia para outra .... foi rápido para eu tirar uma foto  dela, única e soberana garantindo o seu alimento e enfeitando aquelas paragens com sua delicada presença.


 Estavamos com sorte, olhei para a minha primogênita e notei um pequeno inseto (que amo) vermelhinha com seus poás pretos, enfeitando a gola da sua camisa, percebí então que tratava-se de uma joaninha, dizem que quando uma joaninha pousa sobre uma pessoa, lhe traz muita sorte!
Quando preparei a máquina, eis que de sopetão ela deu um rasante e foi parar na palma da minha mão,passei rapidamente a máquina para minha filha, e ela registrou o momento antes dela voar para a camiseta da minha caçulinha e depois ir pousar sobre uma plantinha verde-limão.




Como a natureza nos encanta e nos ensina, devemos fazer a nossa parte e preservar esta grande casa, a qual habitamos,e que mais do  que nunca precisa do nosso carinho e do nosso apoio.
Salvador tem mais de 3 milhões de habitantes, e há muito não vejo joaninhas, borboletas e pássaros a cantar,Deus queira que este tal de progresso, esqueça este lindo recanto perdido na geografia do sertão: São José das Itapororocas,poupando-o de seu gracejo,do seu beijo envolvente  que muitas vezes leva á um desenvolvimento traçoeiro,pobre de encantos como estes.
São José foi o berço do meu saudoso pai, Francisco,que era chamado pelos amigos aqui de Salvador de "Feira",em alusão á sua terra natal onde ele brincou, correu , sorriu, foi muito ,muito feliz; bem no coração da princesinha do sertão,Feira de Santana como ele com orgulho falava....de onde saiu um dia para morar em Salvador ,encontrar mainha,que vinha de Amargosa,e formar a nossa querida família.


Viva a natureza! Viva a vida!

4 comentários:

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Oi flor!

Que maravilha este lugar, esta tranquilidade não tem preço!
Tenho saudades dos tempos que passava férias no sítio do meu avô paterno...
O sítio já não existe mais, meu avô e meu pai já se foram... Só resta as lembranças e ainda bem que eu tenho muitas.

Aproveita tudo! Fotografa tudo!!! As galinhas, os ovos frescos, a cor da terra, até as raízes das frutíferas !

Beijos!!!

Selma.

P.s: passa lá no blog que tem sorteio.

Anônimo disse...

VC. MATOU MINHA SAUDADE DE CRIAN ÇA QUANDO MORAVA EM ARACAJU E ÍAMOS PRA UM CIDADE PEQUENA MAIS GOSTOSA ,CHAMADA ITAPORANGA D'AJUDA EM SERGIPE.NÃO TEM PREÇO ESTA LIBERDADE.QUE SEU NOVO ANO QUE SE INICIA SEJA REPLETO DE MUITAS ALEGRIAS.BEIJOS CONCEIÇÃO MOTA.

CONCEIÇÃO MOTA disse...

VC. MATOU MINHA SAUDADE DE CRIAN ÇA QUANDO MORAVA EM ARACAJU E ÍAMOS PRA UM CIDADE PEQUENA MAIS GOSTOSA ,CHAMADA ITAPORANGA D'AJUDA EM SERGIPE.NÃO TEM PREÇO ESTA LIBERDADE.QUE SEU NOVO ANO QUE SE INICIA SEJA REPLETO DE MUITAS ALEGRIAS.BEIJOS CONCEIÇÃO MOTA.

Mundo do Sabor disse...

Conceição,

Com certeza você teve uma infância muito feliz.
Que seu Ano Novo seja de alegrias também.
Volte sempre.

Beijoos